• suporte8665

Vale-refeição ou vale-alimentação: entenda as diferenças

Em uma empresa, é essencial traçar um plano de benefícios para os colaboradores. Os benefícios disso vão da atração e retenção de talentos até a humanização do ambiente de trabalho. E quando o assunto é oferecer benefícios, o vale-refeição ou vale-alimentação são dois dos mais escolhidos pelas empresas.


Segundo a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), o valor referente à alimentação já está incluso no salário total. Apesar de não ser obrigatório, a maioria das empresas brasileiras oferecem, pelo menos, um desses benefícios aos seus funcionários. Como já citamos, apesar de ser dispensável, este benefício pode ser um grande diferencial.


Mas, afinal, qual é o ideal para sua empresa? Vale-refeição ou vale-alimentação? Neste texto, o Deduz explica as diferenças e como definir o valor de cada um. Para saber qual é a melhor opção para a sua empresa e colaboradores, continue a leitura!


O que é o vale-refeição?


O vale-refeição é um valor destinado aos colaboradores para refeições diárias. Ele é aceito em restaurantes, lanchonetes, padarias ou qualquer outro estabelecimento que sirva refeições. Este cartão garante as refeições diárias de um funcionário, como durante o horário de almoço, por exemplo.


Como explicamos no início deste texto, o vale-refeição não é obrigatório! A Consolidação das Leis do Trabalho, entre suas diversas obrigatoriedades, não inclui este benefício.


Para as empresas que optam por oferecer o vale-refeição para os seus funcionários, é importante definir o valor de acordo com alguns critérios. É preciso considerar os valores das refeições oferecidas pelos estabelecimentos locais. Se a empresa está localizada onde os restaurantes próximos possuem um preço elevado, o valor do VR deve ser equivalente a este custo.


Além disso, a definição do valor deve considerar fatores internos da empresa. Portanto, é preciso ter um grande planejamento e colaboração entre o setor de recursos humanos e o financeiro. Ao decidir entre vale-refeição ou vale-alimentação, os valores costumam variar, o que interfere ainda mais na decisão.


O que é o vale-alimentação?


O vale-alimentação, diferente do VR, é destinado para compras de alimentos, mas dessa vez, em supermercados e similares. Portanto, o VA é aceito em estabelecimentos distintos do VR e não se limita a apenas refeições entre o expediente.


Isso quer dizer que o funcionário pode utilizá-lo a qualquer momento, para realizar as compras de casa, por exemplo. A única exceção é em relação às bebidas alcoólicas e aparelhos eletrônicos, que não podem ser comprados com o VA.


O principal objetivo do vale-alimentação é aumentar as possibilidades para o funcionário e atender às suas necessidades. Com este valor, ele pode escolher os produtos que vai consumir ao longo da semana ou mês, além de poder preparar os alimentos em casa para o consumo entre expedientes.


Assim como o VR, esta opção não é uma obrigatoriedade. Portanto, independente de estar em dúvida entre vale-refeição ou vale-alimentação, é importante ter em mente que este é um benefício extra.


O valor estabelecido para o vale-alimentação segue a mesma linha de raciocínio da opção anterior. Mas, existem dois tipos de cálculos que podem ser realizados para definir o valor para ambas opções.


O primeiro é conhecido como estabilizado. Neste cálculo, independente do salário do funcionário, o valor estabelecido para o benefício é igual. Portanto, mesmo quem tem o salário em R$ 2.000 receberá o mesmo valor no vale de quem ganha R$ 5.000, por exemplo.


O segundo cálculo é o oposto do primeiro. Dessa vez, o valor do vale-refeição ou alimentação varia conforme o salário ganho. Lembrando que estas são apenas nossas recomendações para te ajudar a decidir sobre estes benefícios, independente da decisão.


E agora, vale-refeição ou vale-alimentação?


Agora que você já conhece as diferenças entre os dois tipos de vales, qual é a opção ideal para sua empresa? Vale-refeição ou vale-alimentação? Apesar de cada um ter suas especificidades, essa decisão depende de muitos fatores.


Para escolher entre vale-refeição ou vale-alimentação, a nossa recomendação é simples: saiba quais são as necessidades dos seus colaboradores! Sabemos que é impossível agradar a todos, mas, busque saber qual é a preferência de cada um.


Há também a opção de oferecer ambos, ou seja, o trabalhador recebe tanto o VR quanto o VA. Outra forma de trabalhar com ambas opções, é oferecer o poder de escolha. Nesse caso, o colaborador pode escolher entre vale-refeição ou vale-alimentação, dependendo das suas necessidades.


Seja qual for o benefício escolhido, saiba que os retornos serão bons, tanto para a empresa quanto para os funcionários. Se você gostou desse texto e quer receber mais conteúdos como este, siga-nos no Facebook e Instagram!


38 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo